INSCRIÇÕES ENCERRADAS PARA A OFICINA “O SOM DO FILME”


INSCRIÇÕES ENCERRADAS PARA A OFICINA DE ANIMAÇÃO


Data das oficinas, seminários e palestras

As oficinas de roteiro e de som acontecem de 08 a 11 de dezembro, isto é, têm início três dias antes da abertura do festival. A oficina de animação, por sua vez, tem lugar de 13 a 15, durante o festival.

O 6º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro oferece ainda os seminários “Campos emergentes e intercruzados: cinema, ciberespaço, games e HQs”, no dia 10, coordenado pela professora Nadja Carvalho, do Departamento de Mídias Digitais; “Aruanda, 50 anos”; “Crítica cinematográfica: história, impasses e desafios na contemporaneidade”; e a palestra “Nouvelle Vague, 50 anos” com Alfredo Manevi, Ministro-Adjunto da Cultura do Brasil. As inscrições para as oficinas, palestras e seminários são gratuitas.

Fest Aruanda abre inscrições para oficinas, seminários e palestras

A sexta edição do Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, que acontece de 10 a 15 de dezembro, está com inscrições abertas para as oficinas e seminários na área de audiovisual. São oferecidas 25 vagas para a oficina de roteiro de cinema, 25 para a de som e 30 para a oficina de animação. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do e-mail festaruanda@gmail.com identificando a oficina pretendida e informações de dados pessoas (telefone, endereço, profissão, etc.). Para a oficina de Roteiro são exigidos conhecimentos na área. O candidato deve enviar breve currículo (de no máximo uma página) com oficinas, cursos e roteiros realizados.

A oficina de roteiro, a ser ministrada pelo premiado roteirista Di Moretti, engloba temas específicos que descrevem a confecção de um roteiro cinematográfico, documental ou ficcional, curta ou longa-metragem. Cada módulo se divide em diversas atividades, como o desenvolvimento de um tema específico sobre a realização de um roteiro e pequenos exercícios práticos de roteirização. Roteirista de cinema e vídeo, professor de roteiro e consultor dos Laboratórios de Roteiro Sundance e Sesc, Di Moretti roteirizou vários longas-metragens premiados.

Voltada para estudantes e profissionais de cinema, a oficina “O som do filme”, com Débora Oposlki, pretende fornecer aos alunos um panorama geral sobre o processo de criação e de elaboração sonora para o cinema e sobre a sua eminente relação com a narrativa audiovisual. Este conteúdo será trabalhado através de debates orientados, análises de exemplos e demonstrações práticas. Segundo Opolski, “sendo o cinema uma obra multiautoral, todos os aspectos serão trabalhados nesta oficina do ponto de vista conceitual e técnico. Assim, compreendendo que o som é um entre outros aspectos importantes a ser trabalhado no filme, faz-se necessário dialogar com todos os outros elementos que o complementam”.

Débora Opolski possui graduação em Música - Produção Sonora, pela UFPR e mestrado em Música - Teoria e Criação, pela mesma universidade. Foi editora de som do estúdio 1927Audio e atualmente é professora de áudio digital do departamento de comunicação em mídias digitais da UFPB. Experiência na área de artes, com ênfase em música e tecnologia, atuando principalmente com edição de som para cinema e televisão. Dentre os trabalhos mais significativos destaca-se edição de som para: “Dois filhos de Francisco” (2005), ”O cheiro do ralo” (2006), ”Tropa de elite” (2007 e 2010) e “Ensaio sobre a cegueira” (2008).

 A terceira oficina promovida pelo 6º Fest Aruanda 2010 é a de animação com o publicitário brasiliense Ítalo Cajueiro, mestre em Comunicação Social pela Universidade de Brasília - UnB. Ítalo é animador, roteirista, ilustrador, programador visual e cineasta. Dentre seus trabalhos, incluem-se animações institucionais, finalização de animações da Turma da Mônica e vinheta para a Rede Globo. Diretor de cinco curtas metragens, suas duas animações: “O Lobisomem e o Coronel” e “A moça que dançou depois de morta” já ganharam mais de 40 prêmios em diversos festivais de cinema no Brasil e no exterior. Foi o primeiro brasileiro a conquistar o Anima Mundi de melhor filme. Seus filmes foram exibidos na França, Portugal, Espanha, Alemanha, Japão, Canadá, Coréia, Ucrânia dentre outros países. Podem participar da oficina de animação estudantes a partir de 15 anos de idade.

Lista dos Selecionados para o 6º Fest-Aruanda

Relação dos Selecionados para o 6º Fest-Aruanda

Ficção:

Los minutos, lãs horas, de Janaina Marques Ribeiro

(CE, 2009, 35mm, 11 min)

Aviário, de Daniel Favaretto

(SP, 2010, 16mm, 14min45seg)

Feliz Desaniversário, de Fábio Souza

(RJ, 2010, 35mm, 12min)

A distração de Ivan, de Cavi Borges e Gustavo Mello

(RJ, 2009, HDCAM, 15min)

Cheirosa, de Carlos Segundo

(MG, 2009, HDV, 5min)

Um par a outro, de Cecília Engels

(SP, 35mm, 2010, 12min)

O tempo das coisas, de Jacqueline M. Souza e Marcos Flávio Hinke

(PR, HD, 2010, 15min)

Bode Movie, de Taciano Valério

(PE, HDV, 2010, 11min47seg)

Senhoras, Adriana Vasconcelos

(DF, 35mm, 2010, 10min30seg)

Operação Mamãe, Marise Farias

(RJ, HDV, 2010, RJ)

Rua Mão Única, André Gevaerd

(SP, 35mm, 2010, 12min)

Feijão com Arroz, Daniela Marinho

(DF, 16mm, 2009, 8min30seg)

Vela ao crucificado, Frederico Machado

(MA, 35mm, 2010, 13min)

3.33, de Sabrina Greve

(SP, 16mm, 2009, 12min)

Nego fugido, de Cláudio Marques

(BA, DVCAM, 2009, 16min)

Semeador urbano, de Cardes Amâncio

(MG, HDV, 2009, 7min52seg)

Eu não sei andar de bicicleta, de Diego Florentino

(PR, HD, 2009, 15min)

Ensaio de cinema, Allan Ribeiro

(RJ, HD, 2009, 15min)

Um par, de Lara Lima

(SP, 35mm, 2010, 8min)

Made in Taiwan, de Daniel Araújo

(PB, Mini-DV, 2010, 6min)

Direita, de Marcelo Quixaba Gonçalves

(PB, MOV, 2010, 5min)

Desassossego, de Marco di Aurélio

(PB, Mini-DV, 2010, 14min38seg)

Documentário

Lapidar o Bruto, de Natália Queiroz

(SP, DV Cam, 2010, 15min)

É muita areia pro meu caminhãozinho, de Ana Paula Guimarães e Eduvier Fuentes Fernández

(SP, HD Cam, 2010, 14min36seg)

Último retrato, de Abelardo de Carvalho

(RJ, 16mm, 2010, 10min)

O som do tempo, de  Petrus Cariry

(CE, HD, 2010, 10min)

O Divino de Repente, de Fábio Yamaji

(SP, Super 16, 2009, 6min20seg)

Família Vidal, de Diego Benevides

(PB, HD, 2010, 15min)

Iolovitch: o azul de Brasília, de Adriana de Andrade

(DF, HD, 2010, 3min45segs)

Contracorrente, de Ismael Farias, Leandro Cunha e Paulo Roberto

(PB, cartão P2, 2010, 15min)

Menino Artífice, de Ana Célia Gomes

(PB, Mini-DV, 2010, 15min)

Retratos, de Leo Tabosa e Rafael Negrão

(PE, Mini-DV, 2009, 15min)

Oscar 07/02, de João Krefer

(PR, Mini-DV, 2009, 9min)

A minha amiga: um breve relato sobre nós, de André Costa

(PB, handcam, 2010, 10min)

Experimental

1:21, Adriana Câmara

(PE, Fotos still, 2010, 10min43seg)

Nem dia, nem noite, Roderick Steel

(SP, Mini-DV, 2010, 9min40seg)

Reciclando formas: a arte de Ana Christina, de Laurita Caudas e Elisa Cabral

(PB, Mini-DV, 2010, 5min)

Sintonize-se, de Jonathas Falcão

(PB, Hand Cam, 2010, 1min)

Bokeh, de Breno César

(PE, Mini-DV, 2010, 5min)

Súbito, de Breno César

(PE, Mini-DV, 2009, 5min 40seg)

Relativamente Inconsciente, de Claudinei Foganholi

(SP, DV Cam, 2010, 5min19seg)

Animação

Quando as cores somem, de Luciano Lagares

(SP, 35mm, 2009, 15min)

Ser humano, de Fernando Pinheiro

(MG, 35mm, 2009, 10min)

O acaso e a borboleta, de Tiago Américo e Fernanda Correa

(PR, 2009, 4min04 segs)

Bailarino e o bonde, de Rogério Nunes

(SP, animação 2D, 2009, 10min20seg)

O ciclo, de Maurício Ramos Marques

(PR, PC, 2010, 9min)

O retorno de Saturno, de Lisandro Santos

(RS, DVCam, 2009, 12min15seg)

Uma estrela no quintal, de Danielle Divardin

(SP, animação 3D, 2010, 7min)

6º Fest-Aruanda

Inscrições Abertas até 31 de Agosto...

Inscrições Abertas até 31 de Agosto...

Tags: