Arquivos da categoria: aruanda

noticialima

Lima Duarte e Fernando Morais participam do Fest Aruanda, na PB

Eles participam do ‘Diálogos Aruanda de Cinema’.
Festival acontece no Manaíra Shopping de 10 e 16 de dezembro.

O ator Lima Duarte e o biógrafo Fernando Morais vão participar de um debate no Fest Aruanda, em João Pessoa, na sexta-feira (11). Os dois, que serão homenageados com o Troféu Aruanda – Duarte pelo conjunto da obra, e Morais por sua contribuição ao cinema como biógrafo – vão integrar o “Diálogos Aruanda de Cinema”, às 10h, no Hotel Sapucaia em Tambaú, que terá como tema central o filme Chatô – O Rei do Brasil, exibido no festival na noite anterior. A discussão terá viés político, discutindo o papel da imprensa na sociedade e política brasileira.

Na mesa vão estar o diretor de filme Guilherme Fontes, junto ao ator Marco Ricca e o autor da biografia de Chatô, Fernando Morais. O ator Lima Duarte participará como debatedor, na companhia do cineasta Vladimir Carvalho; o Pró-Reitor de Cultura da UEPB, Chico Pereira; e a chefe do Departamento de História da UFPB, Monique Cittadino.

Nascido em Umbuzeiro, na Paraíba, Assis Chateaubriand, ou Chatô, como ficou conhecido, foi uma das figuras públicas mais influentes do Brasil entre as décadas de 1940 e 1960. O magnata das comunicações era uma figura controversa e chegou a ser chamado de “Cidadão Kane brasileiro”.

O diálogo proposto pelo Fest Aruanda deve trazer esse contexto também para o cenário atual, discutindo a situação política do país e o papel da mídia na situação. O diálogo, que é aberto ao público, deve reunir também jornalistas, políticos e estudantes interessados na discussão.

A décima edição do Fest Aruanda será no Manaíra Shopping, em João Pessoa, e homenageará o cineasta paraibano Torquato Joel. O festival de cinema acontece entre os dias 10 e 16 de dezembro. Com a parceria com a Cinépolis, o festival contará com uma estrutura de projeção e capacidade de salas para receber um público maior.

Fonte: G1

chico

Fest Aruanda muda de ‘casa’ e trará o inédito documentário sobre Chico Buarque

A 10ª edição do Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, que será realizado gratuitamente entre os dias 10 e 16 deste mês, vai mudar de ‘casa’ e exibirá o longa-metragem Chico – Um Artista Brasileiro, documentário sobre o cantor, compositor e escritor carioca Chico Buarque, ainda inédito no ‘circuitão’ paraibano.

Depois de fixar residência no já há um bom tempo desativado cinema do Shopping Sul na sua edição de estreia, o festival passou pelo Tropical Hotel Tambaú e até o ano passado estava no CinEspaço (MAG Shopping). Agora, a nova edição terá endereço na Rede Cinépolis (Manaíra Shopping). De acordo com a organização, a intenção é ter uma estrutura para receber um público maior.

A atração principal da abertura será a projeção do também inédito na Paraíba Chatô – O Rei do Brasil, polêmico filme dirigido pelo ator Guilherme Fontes que demorou duas décadas para sair por milionárias dividas e até acusações de desvio de dinheiro.

Chato

Baseado na biografia homônima escrita por Fernando Morais, o filme mostra a trajetória (também controversa) do paraibano Assis Chateaubriand, o Chatô, magnata das telecomunicações que trouxe a TV para o Brasil e dono de um império jornalístico que reunia jornais, revistas e estações de rádio.

Já no encerramento do Fest Aruanda, será exibido o documentário Chico – Um Artista Brasileiro, dirigido por Miguel Faria Jr. (do documentário Vinícius e da adaptação O Xangô de Baker Street).

O longa traz depoimentos costurados com os clássicos da MPB do compositor carioca, além de temas como o futebol, livros, teatro e a descoberta de um irmão alemão do Chico Buarque.

HOMENAGEM E MINICURSOS

Um dos principais cineastas em atividade do Estado, Torquato Joel será homenageado pelo Fest Aruanda pelo seu conjunto da obra.

Atuante desde 1984 – época do movimento ‘superoitista da UFPB – o paraibano realizou curtas-metragens importantes na filmografia do Estado como Passadouro (1999),Transubstancial (2003) e Moído (2015), além de ser responsável pelo projeto ViAção Paraíba, onde leva oficinas de sobre cinema para o interior.

Este ano, o festival contará com dois minicursos que serão ministrados no Espaço Cultural José Lins do Rego, na Capital paraibana: ‘Domésticas no Cinema Latino-americano’, ministrado pelo professor norte-americano Stephen Bocskay, será realizado às 14h30, entre os dias 14 e 16; e ‘Explorando Sexualidades na Imagem em Movimento’, da professora gaúcha Ramayana Lira de Sousa, acontecerá às 14h do dia 11. As inscrições gratuitas podem se feitas pelo e-mail festaruanda@gmail.com.

Fonte: Jornal da Paraíba | Vida & Arte

geraldo

Filme ‘CHATÔ’ abre Aruanda que terá CHICO BUARQUE e GERALDO VANDRÉ

Um dos mais célebres nomes da música brasileira, Geraldo Vandré confirmou presença no 10º Festival Aruanda do Audiovisual Brasileiro, onde deve receber o Troféu Aruanda de Contribuição ao Cinema Nacional. O compositor foi responsável pela trilha sonora do filme A hora e a vez de Augusto Matraga, um clássico do cinema nacional do diretor Roberto Santos, lançado em 1966.

A notícia de sua vinda, confirmada em telefonema ontem com o organizador do festival, Lúcio Vilar, foi recebida com entusiasmo tanto pela coordenação do evento quanto por admiradores de Vandré. Artistas e militantes políticos já planejam calorosa recepção para sua chegada no aeroporto Castro Pinto.

Além da vinda de Geraldo Vandré, o festival comemora ainda a exibição de dois grandes filmes ainda inéditos na Paraíba, que prometem arrastar grande público ao evento. Chatô – o rei do Brasil, polêmico filme de Guilherme Fontes será a atração da abertura do festival no dia 10. Já Chico – um artista brasileiro, aguardado documentário sobre Chico Buarque será o destaque do encerramento no dia 16.

Apesar de já ter estreado em outros estados, Chico – um artista brasileiro ainda não chegou em terras paraibanas. O longa-metragem dirigido por Miguel Faria Jr. (que já havia dirigido documentário sobre Vinícius de Moraes) traz, em 110 minutos, depoimentos de Chico e amigos contando, de forma descontraída, histórias sobre música, livros, futebol e assuntos pessoais.

O documentário traz como um dos eixos principais a descoberta de um irmão alemão de Chico. Além disso, como não poderia deixar de faltar música em um filme sobre ele, diversos artistas cantam suas versões de sucessos do compositor, dramaturgo e escritor carioca, que é um dos mais famosos e unânimes artistas do país.

“Foi uma alegria imensa conseguirmos trazer esse filme para encerrar com chave de ouro essa edição do Fest Aruanda e temos certeza que a resposta do público será muito positiva”, comentou o organizador do evento, Lúcio Vilar.